31/01/06

Em pontas.

Depois da neve, do gelo e do frio cortante, o dia chegou hoje cheio de sol e, para a estação, quente. O Vitorino promove um triplo CD e eu oiço, ainda, José Peixoto e Fernando Júdice a minha companhia destes dois últimos anos. A Li acabou com o namorado e procura casa de novo, a Baby Gangs teve um teste de matemática que lhe correu pessimamente e a Miguelita já está com a ferida do queixo quase sarada. Eu continuo a fumar, muito.
O Sr. Bill Gates chega hoje a Portugal e consta que isso é importante, tem direito a condecoração e tudo. A democracia não é a mesma coisa para a Europa e para a Palestina. A EMI está em conflito com a SPA e isso faz-me perder dinheirinho. As obras do jardim e estacionamento que circundarão o meu prédio estão a andar em bom ritmo. Eu ando em pontas para não incomodar o sistema.

30/01/06

Banho de bola.

No Sábado passado houve, mais uma vez, um banho de bola no estádio da Luz. Não é nada de novo, de há uns anos a esta parte é o que normalmente acontece. O que já não é tão comum é que o Sporting ganhe os 3 pontos em disputa após o banho, mas desta vez aconteceu. Pareceu fácil, toda a gente reconheceu (muito embora muitos benfiquistas prefiram dizer que o SCP não jogou mal, o SLB é que jogou pouco)mas podia não ter acontecido. Se aquele livre por pretensa saída do Ricardo da grande área com a bola nas mãos tivesse resultado em golo e depois com o penalty, tenho grandes dúvidas que o Sporting recuperasse de 0-2.
Desta vez houve banho e houve justiça.

PS- Curioso é que bastou uma derrota, após uma excelente série de vitórias, para que se comece a pôr em causa se o guarda-redes (o tal da macacada nos aeroportos), o Manduca ou o Robert são jogadores para o SLB.

27/01/06

À espreita.

Liguei o MSN-Messenger e fui cumprimentado por 14 pessoas. Oito dessas pessoas são professoras, 3 trabalham na Câmara Municipal, uma está desempregada em casa e as outras duas desconheço. Que se tirem as conclusões que houver a tirar. Eu continuarei à espreita.

26/01/06

Adiante.

Não faz sentido a tua voz
nem a tua boca.
A tua língua, o teu odor
não faz sentido.

Não faz sentido o meu desejo
nem o teu.
O teu namoro, a tesão
não faz sentido.

Somos de armas diferentes
e temos armas diferentes,
e estilos, e até sentires.
E não nos movemos da mesma forma,
nem no mesmo sentido.

Temos tão nada em comum
e estamos tão longe,
que não temos direito
a ter desejos,
um pelo outro.

Vamos, assim, andando.

24/01/06

Vou tentar.

Para já está decididamente confirmado que o 2006 partiu mal. Os preços aumentaram, o presidente vai ser pior, o procuraddor ainda lá está, o Sporting vai em 5º. Enfim, isto está mal. Para equilibrar vou tentar deixar de fumar.

20/01/06

Quem sabe, sabe...

Queixam-se todos os comentadores, jornalistas e afins que o pior desta campanha eleitoral foi ter sido demasiado longa. Eu também digo o mesmo. Contudo, agora se ela durasse mais uma semanita ainda seria maior porque teriamos concerteza uma 2ª volta. Foi isso que o Cavaco soube antes dos outros, não foi?

18/01/06

É preciso que votem,

nem que os tenhamos de levar todos ao colo. A hipótese é quase realidade mas para isso é preciso lá ir no dia 22 que vem. Não deixemos ninguém ficar em casa.
Se fôr preciso ajuda para convencer os indecisos ela está aqui.

17/01/06

O poder da oração

se eu soubesse que a minha oração
tinha tanta mais força do que a tua
eu não teria aceite orar por ti
enquanto tu oravas por mim

mas também não queria orar por mim
enquanto tu oravas por ti
para não estares como eu

outra vez que se volte a repetir
eu orarei pelos dois
para que nenhum fique mal.

16/01/06

SL, sempre prestável.

Ele, nas suas aparições periódicas na TV, foi falar de presidenciais e todo o mundo achou que foi feio, que se quis vingar do Cavaco, que o quer prejudicar mas não consegue, etc...

Eu acho que fez, propositadamente*, um grande favor a Cavaco Silva que se traduzirá em votos dia 22. Para o prof., que é um foleiro perigoso mas não é burro, o que menos lhe convinha era que Santana Lopes principalmente, mas também Durão Barroso se lhe colocassem ao lado na fotografia eleitoral.

* Querem apostar que até ao fim do ano, são amigos?

Ler o Caracol Perfumado.

Ok, está bem, ele é amigo e tal e já na faculdade eu o amava um bocadito mais que à maioria, mas mesmo assim não há qualquer parcialidade ou cunha que ponha em causa o quanto eu gosto de ler o Caracol Perfumado, e é fácil concluir que até nem concordo com grande parte do conteúdo. Amo aquela qualidade que algumas pessoas têm de conseguirem espelhar a alma numa qualquer forma de comunicação.

Péssima entrada (gripe)

Quando ainda estava a acabar de varrer os últimos efeitos dos abusos das festas, essas sim alucinantes, veio-me esta gaja dar cabo dos dias. Chegou no dia 4 de Janeiro e ainda não me largou. Raios partam a gripe.

Que péssima entrada (logística)

Pois é, o ano é novo, as notícias são as mesmas. Ou quase as mesmas porque muitas são notícia hoje de informação que já é velha. Por isso...são mais do mesmo, na mesma.
O meu PC pelo terceiro ano consecutivo marou na passagem do ano. Ao contrário dos outros 2 anos ainda não fiz "format C:" mas lá chegarei. Para já consegui ser capaz de escrever este post mas ainda corro o risco de se não me despachar aparecer aquele odioso ecran azul que se identifica como erro fatal. Muito tardiamente, é verdade, um bom ano para todos.