14/05/08

Trabalhos...


A frieza que queima, tem andado comigo ultimamente. Mesmo achando tudo natural e fazendo parte da (minha) vida, acordo já atrasado para algo que foi marcado num dia qualquer, falta sempre aquele bocadinho de tempo para o almoço com tantos, para o abraço ao amigo sapateiro, o beijinho às meninas do salão, o convívio com a querida vizinhança. Porquê? - Não sei. De repente as horas do dia encolheram imenso e eu já quase nem tenho tempo para divagar, para atear fogaças, para abraçar e para distribuir carinhos.
Estou triste por isso, acho que sou eu quem mais falta sente e provavelmente ninguém repara. Peço daqui perdão a todos mas preciso construir e a construção rouba tempo e exige muito de mim. Um dia volto-vos a dar tudo de novo, em dobros prometo eu.

2 comentários:

roserouge disse...

snif, snif...buááááá!

A indecisa disse...

ehehe depois de construires 4 ou 5 ainda queres construir mais???