01/06/04

OBRIGADO OH SURDO


Hoje levantei-me muito cedo e saí para a rua ainda os passarinhos iam a meio do seu primeiro concerto de alvorada. À saída encontrei a mulher-a-dias e gritei: - Bom dia oh gorda. Fui para o café do costume, pedi a minha bica e disse: - Oh zarolho olha que a bica é curta; e ainda antes de entrar no carro disse ao arrumador que anda de canadianas: -Queres fazer uma corridinha?
Nunca tinha feito nenhum disparate destes, mas acreditam que ninguém me disse fosse o que fosse? Foi quando percebi que esta é a nova maneira de abordar as pessoas ao estilo europeu como, muito bem, nos ensinou a Dona Ana Manso oferecendo o mérito ao candidato dos outros. As coisas que eu aprendo à pala do Sr. Sousa Franco, eu nem sabia que havia um futuro Sr. que se chama João Almeida e que é deputado. Ah grande surdo, troco conhecimento por um humilde mas educado voto.

3 comentários:

Anónimo disse...

Estamos a voltar para trás, isto é o começo do fim. Bruno Dias

Anónimo disse...

Nos últimos tempos passo a vida a dizer aos meus alunos "ou eu não falo português ou vocês são surdos", afinal agora compreendi que o problema é mesmo meu, não os abordo ao estilo europeu. Tess

Sacolinha disse...

Nasceu e eu assisti ao parto! Não me pareceu ser um daqueles difíceis, mas ainda cheguei a tempo de pôr a mão por debaixo, não fosse ele cair logo à nascença. A "mãe" é suficientemente obstinada e persistente para sustentar esta nova vida.
Não é um conselho, é uma exigência: não azedes!
Posso ser a madrinha? Afinal entrei de uma forma especial nesse vaivém.
Ah, esqueci-me de dizer que gosto de respostas...nem tu resistirias a elas!
Bjs